Bitcoin e todo o mercado de criptomoedas inclinam-se em alta
06/12/2019
O maior unicórnio da década foi o Bitcoin
09/12/2019
Ver mais

Desvalorização do Real: Bitcoin pode ser a solução

A moeda Real (BRL) passa por uma desvalorização gigante em 2019 frente ao Dólar Americano (USD), por isso, pessoas já pensam em alternativas, por exemplo, o Bitcoin (BTC). Cabe o destaque que, para um gerente de Fundo de Investimentos, o cenário pode ser pior.

De fato o Real já perdeu cerca de 8% frente ao Dólar Americano no ano de 2019. Para o Ministro da Economia brasileiro, Paulo Guedes, o país deverá se acostumar com a alta do dólar por um tempo. A fala foi durante um evento que o Ministro participava, no dia 25 de novembro nos EUA.

O Dólar cotado em R$ 3,99 no dia 1 de novembro, chegou até R$ 4,26 no dia 27, logo após a fala de Guedes. Houve uma preocupação do mercado quanto a fala do ministro, visto que afeta o poder de compra dos brasileiros no longo prazo.

O presidente Donald Trump acentuou essa crise, ao afirmar que “Brasil e Argentina estão desvalorizando suas moedas”. O presidente afirmou que isso tira o poder de exportação dos agricultores dos EUA, por isso, restaurou tarifas de aço e alumínio importados do Brasil pelos EUA.

Ao passo que a crise se acirrou, o Banco Central do Brasil interviu no câmbio para controlar a alta do Dólar. Com isso, na última sexta (6), o USD fechou cotado em R$ 4,14, ainda com alta superior a 3% desde o início de novembro.

De acordo com uma entrevista, Gerente de Fundo de Investimentos vê crise à frente

De acordo com Márcio Appel, gerente do Fundo de Investimentos Adam Capital, o cenário irá piorar. Neste caso de alta do Dólar, as “exportações brasileiras podem diminuir e as importações aumentar, o que elevaria o déficit em conta-corrente“.

Em entrevista para o portal Infomoney, Márcio afirmou que o Dólar poderá chegar em R$ 4,50 até 2020. O gerente acredita que a tendência é de alta do Dólar, não em um movimento “explosivo”, mas vai acontecer.

O desempenho do Fundo gerido por Márcio Appel foi abaixo do esperado em novembro de 2019. Isso porque a Adam Capital assumiu uma posição defensiva contra uma iminente queda nas ações da Bolsa Americana. Contudo, o cenário não aconteceu.

O gestor do Fundo de Investimentos disse ainda que vai manter sua posição defensiva, visto que acredita que o mercado de bolsas de valores estão sobrecomprados. Márcio afirmou que, tanto a Bolsa de Valores dos EUA quanto a B3 (Ibovespa) no Brasil, estão correndo sérios riscos de queda.

De fato, a análise do mercado em alta da Ibovespa, que bateu recorde em 111 mil pontos na última sexta (6), não é tão animadora assim. Para o analista GFauth, a desvalorização do Real frente ao Dólar desconta a alta da Ibovespa, mesmo com recorde de valorização. O cenário seria positivo caso o Dólar se desvalorizasse frente ao Real, mas este caso já foi descartado pelo Ministro Paulo Guedes.

Bitcoin seria opção de hedge para se proteger da alta do Dólar e da queda das Bolsas?

Quando o especialista em mercado financeiro Thiago Nigro, conhecido por Primo Rico, comprou Bitcoin nos últimos meses, o fez justificando que este seria um hedge da sua carteira de investimentos.

Com isso, os investidores que temem uma alta desvalorização do Real poderiam comprar uma quantidade de Bitcoin para se proteger. Cabe o destaque que o Bitcoin é uma moeda digital que não possui um banco central por trás, ou seja, não quem manipule sua tecnologia.

Mesmo com a recente queda da moeda, principalmente após junho, o Bitcoin ainda se valoriza em 2019. O preço do Bitcoin hoje inclusive se valoriza mais que 2% frente ao Dólar e Real. Ou seja, para quem considera se proteger do otimismo exagerado do Dólar e Bolsas, o Bitcoin poderia ser uma opção a ser considerada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *