Panini aposta na tecnologia blockchain para garantir a exclusividade e imutabilidade das suas cartas
06/01/2020
Bitcoin se aproxima dos R$8 mil
07/01/2020
Ver mais

Já são 33 mil empresas que aderem a tecnologia blockchain na China

Young Asian Girl Using Smartphone and Smart Life

China já tem mais de 33.000 empresas registradas que em seus negócios afirmam usar a tecnologia blockchain, de acordo com o Centro de Informação e Desenvolvimento da Indústria chinesa.

Cada vez mais as empresas localizadas na China têm buscado usar a tecnologia blockchain. E os grandes resultados vieram por impulso da declaração do próprio presidente chinês.

As informações foram divulgadas em uma conferência organizada por um governo municipal chinês sobre blockchain, conforme informou o Bitcoin.com nesta segunda-feira, 06 de janeiro.

Segundo o relatório, 57% dessas empresas são startups centradas em blockchain, 23% são empresas de internet com projetos de blockchain e 12% são instituições financeiras com negócios em blockchain. Entre eles, 28% são empresas de capital aberto. A publicação acrescentou que mais da metade dessas empresas tinha uma cota de capital de mais de 1 milhão de yuans (cerca de US$143.426) quando foram estabelecidas e registradas.

Os setores nos quais as empresas atuam também são variados, a maioria deles está focada em quatro áreas: finanças, cadeia de suprimentos, rastreabilidade e hardware.

Ainda que um número incomum de empresas alega ter englobado a tecnologia blockchain nos seus negócios, em novembro de 2019 a mídia estatal chinesa declarou que cerca de 10% realmente faz essa incorporação. Contudo, a China causa notoriedade pelos grandes avanços nesta área.

A Bolsa de Valores de Shenzhen recentemente  lançou um índice de blockchain inferindo ações das 50 maiores empresas da bolsa com empreendimentos de blockchain por capitalização de mercado. Para mais, o Penghua Fund entrou com um pedido para criação de um fundo negociado em bolsa (ETF) baseado em blockchain na Comissão Reguladora de Valores Mobiliários do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *