Desvalorização do Real: Bitcoin pode ser a solução
09/12/2019
Novo jogo possibilita a aquisição de Bitcoins
09/12/2019
Ver mais

O maior unicórnio da década foi o Bitcoin

O unicórnio é um animal mitológico, reconhecido por ser forte e puro. Além disso, o termo tem sido associado às startups que superam o valor de U$ 1 bilhão. Dessa forma, o maior “unicórnio” da década de 2010 pode ser o Bitcoin (BTC).

De fato, ao se analisar a origem do termo unicórnio, relacionado às startups, o Bitcoin já teria ultrapassado a marca há um bom tempo. De acordo com dados históricos do BitInfoCharts, o Bitcoin ultrapassou a marca de U$ 1 bilhão em 1 de abril de 2013.

Afirmar que uma empresa é um unicórnio ao ultrapassar um valor de mercado começou ainda em 2013. A criadora do termo, segundo o IBT, foi a investidora de risco Aileen Lee.

Bitcoin chega ao fim da década de 2010 como o maior unicórnio

A década iniciada em 2010 está em seu fim, com os próximos dias sendo as festividades finais deste evento. Década esta que passou imune as crises econômicas globais, como a que assolou o mundo em 2008, não deixou de trazer inovações.

Várias empresas de base tecnológica surgiram, as chamadas startups. O termo ficou amplo, já existindo aquelas com foco em finanças (fintechs), educação (edtechs), direito (lawtechs), entre outras.

Em 2013, as startups começaram a ser avaliadas por valor de mercado acima de U$ 1 bilhão. Neste caso, uma startup passa a ser considerada unicórnio. Empresas que superam a marca de U$ 10 bilhões, passam a ser chamadas de decacorn, sendo aquelas superiores a U$ 100 bilhões as hectocorns.

De acordo com uma listagem da CBInsights, a maior startup em valor de mercado é a Toutiao. Fundada na China, o ramo da empresa que vale U$ 75 bilhões é o de Inteligência Artificial (IA).

Entre outras de destaque estão a SpaceX (U$ 33,3 bi), Airbnb (U$ 35 bi) e Wish (11,2). Todas essas são consideradas decacorn, sendo que no Brasil apenas a Nubank alcançou a marca.

E as criptomoedas como o Bitcoin?

As criptomoedas surgiram após 2009, com a criação da principal moeda digital sendo o Bitcoin. O Bitcoin possui atualmente o valor de mercado em U$ 136 bilhões. Ou seja, se fosse considerado uma startup, seria a principal unicórnio do mundo e, atualmente, o único hectocorn já conhecido.

O Bitcoin ultrapassou a marca de U$ 1 bilhão ainda em abril de 2013. Já a marca de U$ 10 bilhões foi ultrapassada no dia 4 de janeiro de 2014, ao fechar cotado em U$ 10,477 bilhões no market cap.

Contudo, a marca de 100 bilhões de dólares demorou um pouco mais para ser rompida. Esta aconteceu pela primeira vez apenas em 20 de outubro de 2017, ano de maior valorização da moeda que chegou a ser cotada em U$ 20 mil por BTC.

Para o analista Balaji S. Srinivasan, atualmente investidor anjo e ex-CTO da Coinbase, o Bitcoin é certamente o maior unicórnio da década. A moeda digital teria superado Uber, Airbnb e Snap na visão do entusiasta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *